A Beira (The Brink, 2019)


É TUDO VERDADE - The Brink é um documentário perigoso. Talvez não seja totalmente partidário, já que a diretora Alison Klayman sempre questiona as ações de Steve Bannon. Mas certamente, como era de se esperar, existe um forte discurso de extrema direita, pois estamos falando do maior percurso populista do mundo, como é mostrado no doc.

Quem não conhece Bannon, lá vai uma rápida biografia de sua vida política. Ex-estrategista-chefe da Casa Branca, ele foi exonerado de seu cargo pouco depois conseguir a eleição de Trump. Ainda assim seguiu influenciando a população norte americana e européia, defendendo sua visão populista global, durante as eleições de 2018. Durante esse tempo foi acompanhado mundo a fora por Klayman, que captou momentos tensos e jantares que Bannon classifica como "casual". 

Existe algo surpreendente em The Brinks. Ao contrário do que pode parecer, Steve Bannon é um cara carismático. Isso faz parte do seu poder de convencimento. Embora não pareça ter convencido as pessoas que estavam no cinema (os bastidores colocam seu discurso em xeque), seu humor afiado conseguiu algumas risadas. Porém, quando seus argumentos são contrariados, ele pode se tornar uma pessoa desprezível, racista e outras coisas que prefiro não mencionar. 

Umas das coisas boas de um documentário é isso, ele não é uma propaganda. Tendo noção disso, a diretora dá espaço para outras vozes. Todos os lados de Bannon são expostos e vemos como muitas de suas ideias parecem fazer sentido para um grupo de pessoas, outras vezes vemos um distorção dos fatos. No fim, gostei do resultado que Alison Klayman alcançou com The Brinks, é um documentário importante para o que está acontecendo na política mundial nos dias de hoje.

Comentários

Postagens mais visitadas