Califórnia (2015)


Uns dias atrás reencontrei uma garota nas redes sociais, em seu perfil vinha a frase "a vida é o que acontece enquanto planejamos o futuro", mas o que realmente acontece? Isso me fez lembrar de Califórnia, dirigido por Marina Person, filme que nos mostra um pouco desse acontecimentos na vida de uma jovem que começa sua fase de amadurecimento.

No início dos anos 1980, Estela (Clara Gallo) é uma jovem como tantas outras. Seu sonho é ir para Califórnia, onde seu tio Carlos (Caio Blat) vive. Ela abdicou de seu aniversário de 15 anos para tornar a viagem possível. Mas tudo vai por água abaixo quando seu tio volta ao Brasil para tratar de um doença que, na época, era pouco especulada, a AIDS.

O longa de estreia da diretora Marina Person é simples e bonito. Embora ela aborde de maneira singela questões como a AIDS e o homossexualismo, atinge seu objetivo ao mostrar as descobertas pelas quais Estela passa. Todos os questionamentos, descobertas, amadurecimento e frustrações que um adolescente passa em sua transição a fase adulta estão expostos em Califórnia. Recebemos tudo com uma simplicidade que nos coloca a margem do assusto mais polêmico que o filme apresenta, mas no final nos leva de volta àquela época.

Comentários

Postagens mais visitadas