A Palestina Brasileira (2017)


No segundo dia da 13° Mostra Árabe de Cinema (dia 9), foi exibido no CineSesc o documentário A Palestina Brasileira. O longa  dirigido por Omar de Barros Filho e produzido por Caco Schmitt mostra a realidade de famílias palestinas que se concentram principalmente no sul do Brasil, fazendo um intercâmbio na Palestina para mostrar a dura realidade do povo que ainda vive lá.

Depois dos conflitos de 1947, quando Israel tomou a maior parte da Palestina, muitos palestinos migraram ao Brasil em busca de melhores condições de vida. Hoje a maioria do imigrantes vivem em cidades do Rio Grande do Sul. Foi no sul do país que Omar buscou seus personagens, que intermediavam suas história entre o Brasil e sua terra natal.

O documentário acompanha seis famílias. Aqui no Brasil eles procuram mostrar seus valores socioculturais, buscando nova cidadania no país. Em dado momento, um dos personagens diz que viajava do Rio Grande do Sul a Brasilia para prestigiar um casamento de outra família palestina, ressaltando a importância da união entre eles, que segundo ele "somos tão poucos e estamos tão longe de casa".

Já na Palestina, vemos um cenário totalmente contrario. Em meio a revolta e terror, palestinos relantam suas vidas antes e durante a guerra que assola o país. O interessante é o modo como Omar mostra as coisas. Ele evita cenas de conflito e repressão, deixando esse trabalho para o que a câmera captura no semblante dos palestinos. Não vemos armas de fogo empunhadas, mas os olhares mostram o terror que elas causam ao seu dia a dia.

No fim, Omar nos apresenta uma Palestina que não vemos nos jornais. Um país de um povo sofrido e que precisa de ajuda, mas que ainda assim nutre a esperança de um dia conseguir o que quer. Nada de riquezas matérias, apenas a paz e liberdade que não deveriam ser privadas de ninguém.

Comentários

Postagens mais visitadas